terça-feira, 7 de outubro de 2008

LEMBRANÇA AOS AMIGOS

Ninguém nunca vivera o dia que se chama amanhã,
este dia é cruel, é ordinário, é falso,
todas as noites, pessoas esperam ate quase meia-noite
e então, reesperam.

Muitos anseiam pelo depois, muitos sonham com o antes
mas poucos vivem o agora.

Grandes amores, paixões, brigas, traições, realizações, reconciliações
acontecem em um só instante, nesse instante.
O resto é lembrança, que ate pode trazer felicidade,
quando se lembra a intensidade.

O seguro que morreu, ontem, de velho
encontrou comigo semana passada.
Morreu triste, cheio de remorso.
Leitos de morte são os melhores divãs para o arrependimento.

Jovens tem a certeza estúpida que resta muito tempo.
Se todos os garotos sofressem infarto aos 20
o mundo seria, no mínimo, mais humano e inteso.



O amanhã guarda, esconde as soluções dos problemas.
O hoje vasculha e encontra.
Um ama, outro chora,
um vive e o outro morre

Quem deixa para viver o depois
acorda sempre com o sol poente
e terá a noite para decidir
se quer aguardar, ansiosamente, a alvorada
ou se quer dormir, dormir....
esperando a morte sorrir.

Thiago Albino

Um comentário:

julia disse...

Queridos,

isso aqui está fantástico. Vocês dois sempre tiveram jeito com as palavras.. Não desanimem porque é uma delícia vir aqui ler o que passa pela cabeça de vocês. Saudades....